quinta-feira, 5 de junho de 2014

“DIONÍSIO e NEYMAR VÃO AO CIRCO” UMA HISTÓRIA DE VIOLÊNCIA E DIVERSÃO NO PALCO DAS ILUSÕES


            A nação brasileira está preparando-se para sediar uma das mais importantes celebrações mundiais do esporte, a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.
Preparativos vêm sendo executados, noticiados e acompanhados pelo povo com grandes expectativas, atenção e, ao mesmo tempo, preocupação, pois os investimentos necessários implicam verbas tão volumosas que, em muitas regiões do país, se empregados em ações na área da educação e da saúde melhorariam em muito as condições de vida das pessoas.
Nesse misto de contentamento e preocupação nos parece necessário pensar sobre esse evento e pensá-lo em sua complexidade, não permitindo que alguns aspectos fiquem velados pela falta de investigação, da reflexão crítica. Queremos pensá-lo para desenvolvermos uma compreensão abrangente do que ele significa e para nos tornarmos capazes da proposição de ações transformadoras da nossa realidade.
O projeto “DIONÍSIO e NEYMAR VÃO AO CIRCO” UMA HISTÓRIA DE VIOLÊNCIA E DIVERSÃO NO PALCO DAS ILUSÕES tem por objetivo promover a reflexão crítica sobre a realização da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, em uma abordagem filosófica, na intenção de ampliar a compreensão da comunidade educativa das dimensões sociais, políticas, econômicas, éticas e epistemológicas desse evento, permitindo a elaboração de um posicionamento consciente e crítico diante do mesmo.
          A Copa do Mundo da FIFA que acontecerá no Brasil em 2014 envolve a todos os brasileiros causando comoção nacional, promovendo ações políticas, econômicas e sociais que evocam a necessidade de um posicionamento crítico-reflexivo para que nossas ações não sejam conduzidas por visões ideológicas inconsistentes e enganosas e para que possamos nos posicionar, de forma consciente, sobre o evento e as dimensões que engloba.
É igualmente necessário que nossos estudantes e, de modo mais amplo, a sociedade, reflitam sobre as atividades esportivas nas várias modalidades e que repensem os valores e conceitos cognitivos implícitos nessas práticas. Esse exercício do filosofar contribuirá para uma formação emancipadora e integral.
Embora a ideia de trabalhar a Copa como tema transversal seja positiva, é necessário tratar o assunto de forma crítica e não apenas enaltecer o futebol. O papel da escola de formar pessoas com capacidade de análise não pode ficar de lado. É fundamental que sejam tratados em sala os custos financeiros e sociais de uma Copa do Mundo no Brasil, ver o que isso representa para o país e dar ao aluno capacidade de avaliar o que é divulgado a respeito na mídia.
Os jovens não são meros espectadores deste momento social e econômico que está sendo gerado pela Copa do Mundo, muito pelo contrário, eles são parte integrante, e estão vivenciando este momento, portanto, podem e devem entender e posicionar-se com relação ao presente e o futuro de seu país. A copa poderá trazer muitos avanços para o Brasil, porém os problemas vão muito além dos atrasos nas obras dos estádios.  O objetivo desta aula, é construir junto com o aluno uma percepção crítica sobre a Copa de 2014 no Brasil.
O evento será nos dias 09 e 10 de junho com início programado para as 9 horas e vai envolver alunos do ensino fundamental e médio. No dia 09 será feita a abertura da Copa do Mundo FIFA 2014, com a apresentaçãoi das equipes, suas bandeiras e uniformes, os grupos e o calendário de jogos. Apresentações de musicas e danças ligadas ao tema darão início ao projeto. Os alunos do Ensino Médio apresentarão trabalhos pautados nos seguintes temas:
1. Copa, nacionalismo e problemas sociais.
2.Ufanismo X legado da Copa.
3.Questões políticas: ano da Copa – eleições – perigos do efeito “pão e circo” para a democracia.
4.Expressão e ação em sociedade como exercício político democrático – manifestações e atos públicos.
5.Compreensão das diversas dimensões envolvidas na promoção da Copa.
           
Vemos este projeto como uma forma de proporcionar uma visão mais holística da realização deste evento no país, indo além das arquibancadas e transmissões de TV, promovendo uma concepção política e social a Copa, sua força política e seu legado.
            A Escola Dolor Ferreira de Andrade abre este convite para que você possa prestigiar nosso evento e todo o esforço de nossos alunos no planejamento, pesquisa, produção e execução deste projeto.

Mais informações

Dilan Hugo – Coordenador
99537775

quinta-feira, 29 de maio de 2014

IFMS abre inscrição para bolsistas do Pronatec




O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) está com inscrições abertas em dois processos seletivos para formação de cadastro de reserva de bolsistas interessados em trabalhar no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

As seleções são para os encargos de professor, supervisor de cursos, tradutor e intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e apoio às atividades administrativas e acadêmicas.

Todas as regras estão disponíveis no edital 006/2014 (professores) e edital 007/2014 (demais encargos), publicados na Central de Seleção. O endereço é www.ifms.edu.br/centraldeselecao.

A formação de cadastro de reserva está aberta para Aparecida do Taboado, Bandeirantes, Brasilândia, Cassilândia, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Ivinhema, Laguna Carapã, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas.

Os interessados devem ter no mínimo 18 anos, possuir a formação exigida e estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (homens). Os requisitos necessários para cada encargo estão disponíveis nos respectivos editais.

Inscrições – São gratuitas e devem ser feitas presencialmente até o dia 2 de junho.

Os candidatos devem entregar a ficha de inscrição preenchida e assinada, além dos documentos requisitados. Os locais e horários constam nos editais.

As seleções serão feitas por meio da análise de currículo. Serão consideradas a experiência profissional e a formação acadêmica dos candidatos. As tabelas de pontuação estão anexas aos editais.

A previsão é que os resultados sejam divulgados no dia 5 de junho.

Bolsas – O valor por hora de trabalho é de R$ 18,00 para apoio às atividades acadêmicas e administrativas, R$ 36,00 para supervisor de curso e tradutor e intérprete de Libras e R$ 50,00 para professor.

A carga horária semanal de dedicação ao Pronatec poderá ser de até 16 horas para professor e de 20 horas para os demais encargos.

Pronatec – Criado pelo Governo Federal em 2011, o programa busca ampliar a oferta e o acesso da população à educação profissional e tecnológica.

Em Mato Grosso do Sul, o IFMS já ofereceu mais de 3,5 mil vagas a estudantes da rede pública estadual, beneficiários e dependentes dos programas federais de transferência de renda, entre outros, em 24 municípios.

Ascom/IFMS

----
Assessoria de Comunicação do IFMS
Vinícius Bazenga Vieira
27/05/2014
Telefone: (67) 3042–5117
Reitoria: Rua Ceará, 972, Bairro Santa Fé – Campo Grande/MS

quarta-feira, 19 de março de 2014

DOLORZÃO NO GAME SHOW

Videogames como Super Nintendo, Master System, Atari, Nintendinho, Mega drive e jogos clássicos Super Mário Bros, Sonic, The Legend of Zelda, Mortal Kombat, Street Fight e PacMan ficaram marcados na infância ou adolescência de milhares de pessoas. E mesmo com essa nova geração de Games muitos apreciam videogames mais antigos. Jogar videogame é o hobbie antigo de muitas pessoas. E muitos se enganam ao dizer que videogame é coisa só de nerd e desocupados. 

O Campo Grande Game Show vem com ideia que games é para todos os públicos. Dos nerds, até as mães que pedem para os filhos darem pause no jogo Onilne. Esses eventos podemos encontrar várias famílias, gerações reunidas para algo de interesse comum e tão divertido que é jogar videogame. Com isso o colecionador de games Cleidson Lima, traz a Campo Grande a 4ª Edição do Campo Grande Game Show, que aconteceu entres os dias 1 e 16 de Março no Shopping Bosque dos Ipês, entrada gratuita. O evento contou com um Museu do Videogame com mais de200 consoles e portáteis, entre as relíquias estão o Telejogo Phico Ford, primeiro console fabricado no Brasil e o Magnavox Odyssey, primeiro console fabricado do mundo. 

             É grande da variedade de videogames, tem dos mais antigos aos mais modernos como Playstationn4 e X Box One. São 42 anos de história que atraem olhares de todos, adultos, jovem e crianças. Mas e se você quiser jogar um desses consoles? No CG Game show os visitantes puderam jogar, de graça, jogos de aparelhos de 2, 8, 16, 32, 64 ou 128 bits, Xbox One, Playstation 4 e Wii U. E para os amantes de LOL, teve o campeonato de League of Legend, com premiação. E para quem não gosta de ficar parado, teve o concurso de Justa Dance 2014, no palco principal onde você pode dançar suas músicas favoritas e concorrer a prêmios. 

Também no palco principal teve o Concurso de Cosplay (abreviação costume play, trata-se de uma atividade em que pessoas se caracterizam e interpretam seus personagens preferidos de anime, mangá ou videogame) com parceria com a Anime GAM, maior evento de cosplay de Mato Grosso do Sul. O Campo Grande Game Show conta com cerca de 55 cosplayers. A aluna do 1° ano B do Dolor, Beatriz Grubet participou do concurso como cosplay de Asuna da série Sword Art online.
Os primeiros colocados do concurso foram Patrícia Regina como cosplay Ashe( LOL) e Francisco Rafael Silva como cosplay do Noctis (Final Fantasy)

 A Agência Experimental de Comunicação – ACEX, esteve presente no evento onde representou a Escola. Concorri no concurso de Melhor Vídeo do CG Game Show, da Kingston onde fiquei com o segundo lugar (Clique aqui e veja o vídeo) O evento é Sul-Mato grossense, após a 4ª Edição, que teve cerca de 162 mil pessoas, ganhou um Circuito Nacional com a primeira parada em Fortaleza, depois São Paulo e Belém. O organizador do evento, Cleidson Lima confirmou para o ano de 2015 á 5ª Edição em Campo Grande, provavelmente começará na semana do Carnaval do ano que vem. 
Por Stélla Carvalho Franco

sábado, 15 de março de 2014

SEMANA DA POESIA

Nesta última sexta feira, 14 de março, a escola promoveu a culminância da semana da Poesia. Os alunos apresentaram seus trabalhos nas paredes da escola. Alunos do terceiro ano do ensino médio apresentaram a música Cálice de Chico Buarque, com a intenção de promover a discussão os 30 anos do fim da Ditadura Militar para que as novas gerações não esqueçam das pessoas que sofreram as represálias do Regime. Expressões artísticas nos corpos dos alunos assim como intervenções em todo o intervalo animaram nossa sexta-feira. A escola acredita que, através destas ações, promovemos nos nossos alunos um espírito de compromisso com a escola assim como na promoção deles como agentes protagonistas de suas aprendizagens. VEJA AS FOTOS #AcexDolor #Dolor30anos

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PROJETO TRÂNSITO CONSCIENTE

Projeto Trânsito Consciente na Escola

Alunos do Ensino Fundamental desenvolveram diferentes trabalhos sobre o Trânsito. Levantamentos de dados de acidentes na cidade de Campo Grande viraram gráficos e tabelas. Foi feita a recuperação da pintura das vias da mini cidade onde alunos do 3º e 4º anos dirigiram seus carros de papelão. Maquetes foram expostas com a representação do trânsito no entorno da escola apresentando os problemas e possíveis soluções além de música, paródias e jogral. Um dia de ação por um trânsito mais solidário e justo. Abaixo segue algumas das fotos




































terça-feira, 24 de setembro de 2013

Entrevista com o Supervisor do Programa Ensino Médio Inovador/Jovem de FuturoProEMI/JF

Entrevista com o Supervisor do Programa Ensino Médio Inovador/Jovem de FuturoProEMI/JF - Vagner Bobadilha

Por: José Victor Rocha
Agência de Comunicação Expremental - ACEX 
EE Dolor Ferreira de Andrade

1-Vagner, explica para nós o que é Jovem de Futuro?
R: É um projeto de gestão escolar para resultados que tem por objetivo melhorar o desempenho escolar dos alunos que cursam o Ensino Médio, Além de reduzir os índices de abandono, garantido a permanência do jovem na escola e a conclusão desta etapa de estudo.

2-Quais são os objetivos do Jovem de Futuro?
R: Desempenho dos jovens do ensino médio melhorado, permanência do jovem na escola, e contribuição para que os jovens concluam o ensino médio com qualidade.

3- Em sua opinião qual a importância de um projeto desses?
R: É um programa que visa mobilizar os alunos, professores e comunidades afins, em torno de metas pactuadas para um mesmo objetivo, garantir que o jovem entre, permaneçam, tenham um bom desempenho e terminem o Ensino Médio.

4-Qual o seu Papel no Jovem de Futuro?
R: Contribuir para que a escola venha fazer a diferença perante o projeto, auxiliando e cooperando e desenvolvendo um trabalho contínuo para o sucesso da escola e o aluno.

5-Como você vê o Jovem de Futuro Aqui na escola Dolor Ferreira de Andrade?
R: vejo que vem sendo desenvolvido de forma gradativa, em vários processos de crescimento e isso tudo depende da gestão, dos professores e alunos sendo que cada um contribua fazendo sua parte para o sucesso.